Sol, tempo livre, nos lugares de seus sonhos, água doce em abundância nas Origens do Rio Amazonas, ou na Gran Sabana, ou na maior cachoeira do mundo – o Salto Angel; e muita água salgada em uma das praias mais extensas do mundo na Travessia Cassino – Chuí, entre dias de tirar o fôlego que te esperam e, fazem do verão uma das estações favoritas para muitos que desejam uma viagem de aventura!

Mas devemos ter muito cuidado, porque a temporada de verão não está livre de riscos e as práticas mais comuns desencadeiam ano após ano os mesmos problemas de saúde tão previsíveis quanto frequentes.

Portanto, devemos seguir uma série de recomendações para aproveitar as férias e os feriados tanto quanto possível, para que eles não se tornem um pesadelo.

A Roraima Adventures lista os principais problemas de saúde do verão e oferece dicas para evitá-los.

Desidratação:

A principal consequência de altas temperaturas que rolam em viagens de aventura não é senão a falta de hidratação entre os viajantes .

A recomendação da Roraima Adventures é aumentar o consumo de água e distribuí-lo uniformemente ao longo do dia. É aconselhável não deixar a garrafa e beber a qualquer hora.

Em caso de calor extremo (em expedições às vezes supera os 40 graus), os especialistas também recomendam o uso de bebidas isotônicas para evitar a perda de sais minerais associados à transpiração.

Problemas oculares:

As disfunções oculares e visuais aumentam até 25% durante o verão, de acordo com os dados apresentados por especialistas. Esta é a culpa do excesso de exposição solar, o que traz consigo um maior risco de catarata, cegueira temporária e conjuntivite.

Os sintomas mais frequentes e muitas vezes despreocupados são comichão, queimação ou visão turva, observam os profissionais, que fornecem uma série de recomendações.

As formas mais comuns de evitar isso, são: o uso de bons óculos de sol, usando um chapéu que atua como protetor solar e não se esqueça do colírio – ele acalma os desconfortos mais leves.

Picadas:

Longe de ser completamente inofensivo as picadas de insetos podem realmente causar infecções graves, como anafilaxia, cuja incidência é três vezes maior em crianças de 0 a 4 anos e inclui sintomas que vão desde vermelhidão na pele, coceira e náuseas.

As picadas de abelha e vespa são as mais comuns.

A este respeito, use repelentes com concentração inferior a 10% e não use repelente em crianças com menos de dois anos!

Intoxicação alimentar:

É uma das consequências mais perigosas do verão e, portanto, devemos ter mais cuidado com o que é comido nesta temporada de verão – devemos cuidar de nosso organismo.

Não se preocupe porque durante as expedições da Roraima Adventures o cardápio é elaborado de acordo com o destino e a temperatura local seguindo padrões de qualidade e cuidando de nosso visitantes!

Entre dezembro e fevereiro, as tabelas de intoxicação alimentar se multiplicam nos corredores de clínicas e hospitais.

Temperaturas elevadas afetam diretamente a salubridade dos alimentos frescos, favorecendo o aparecimento de microrganismos que geram infecções como diarreia e salmonelose.

Patologias orais:

O calor é o espaço ideal para bactérias que vagam livremente na nossa boca.

A essa circunstância, acrescenta-se que, no verão, é comum negligenciar os hábitos de higiene bucal, o que gera um aumento na incidência de gengivite e cárie, além de acompanhar o aumento da perda de obturações.

Você deve tentar escovar os dentes após cada refeição, mesmo nas expedições para lugares como o Monte Roraima, mesmo que o ritmo da vida seja diferente.

Dor de Ouvido:

A dor de ouvido é outra das coisas comuns no verão. Cerca de 76% das pessoas sofrem de algum tipo de desconforto no verão, o que acaba causando otite em um dos dois ouvidos.

O uso de tampões nos ouvidos é essencial quando se trata de prevenir infecções auditivas; no entanto, apenas 10% dos viajantes os usam para banhar-se no mar e rios.

Também é essencial secar bem com uma toalha após o mergulho para evitar a umidade na orelha.

Cistite e infecções fúngicas:

A umidade, o calor e o aumento da atividade física são uma mistura explosiva para o aparecimento de infecções fúngicas, que, presentes em ambientes aquáticos, vestiários e banheiros públicos, multiplicam a incidência deste tipo de patologias.

Evite caminhar com os pés descalços em espaços molhados, secar bem e evitar transpiração excessiva são as três chaves para fugir disso em expedições e vencer a batalha contra esses microrganismos inoportunos.

Com estes cuidados básicos com sua saúde a garantia de férias felizes em lugares inesquecíveis e de experiências para toda vida vai por conta da Roraima Adventures elaborando as melhores expedições para lugares se sonho!

Aproveite as expedições da Roraima Adventures em qualquer época do ano!

Texto: Joaquim Magno de Souza

Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Sobre Nós

RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA

CNPJ: 05.276.517/0001-21

Fale Conosco

+55 (95) 3624-9611 (Horário Normal de Funcionamento)

+58 416 794 2093 (24 horas)

+55 (95) 99115-1514 (WhatsApp Horário Normal de Expediente)

+55 (95) 99115-4171 (Plantão Apenas Para Emergências)

+55 (95) 99111-0177 (Plantão Apenas Para Emergências)

Curta Nossa Página

© Copyright Roraima Adventures | Turismo de Aventura
Open chat