Grau

Difícil

Guia

Incluído

Transfer in/out São Gabriel da Cachoeira

Incluído

Hospedagem em São Gabriel da Cachoeira

Incluído

Todos os transfers de São Gabriel da Cachoeira para Maturacá

Incluído

Alimentação a partir de São Gabriel da Cachoeira

Incluído

Kit primeiros socorros

Incluído

Estrutura básica de camping

Incluído

Carregadores para equipamentos de logística

Incluído

Reserva do período de viagem

Incluído

YARIPO / PICO DA NEBLINA

A MONTANHA SAGRADA DOS YANOMAMI

Um lugar encravado no meio da selva amazônica. É o segundo maior parque brasileiro e o terceiro de toda a América Latina, o Parque Nacional do Pico da Neblina apresenta extraordinária e diversificada beleza paisagística. Em seu conjunto de montanhas situa-se o ponto culminante do Brasil, o Pico da Neblina, com 2993,78 metros de altitude (IBGE). A imensidão verde da floresta impressiona quem está ali pela primeira vez. A subida dos rios Cauaburis e Tucano é maravilhoso, no seio da maior floresta do mundo. Até o desconforto das várias horas de “voadeira” é compensado com os voos das diversas aves (garças brancas, mutuns, maçaricos, maguaris, jacutingas e tucanos), e também com as belíssimas imagens das serras do Padre e do Maiá. Nas margens dos rios encontram-se algumas aldeias Tucano. Os índios Maku também vivem nessa região, embora estejam mais para o interior da mata fechada. E temos o Povo Yanomami, que são um dos mais antigos do planeta.

Yaripo, como é chamado o Pico da Neblina pelos Yanomami, desperta enorme interesse mundo afora dos praticantes do turismo de aventura, modalidade montanhismo. Os turistas são atraídos pelo Yaripo por ser o ponto mais alto do Brasil e estar localizado numa das regiões mais preservadas e belas da Amazônia. Rodeado por serras, tem aos seus pés um manto de floresta densa e, nas proximidades do cume, nascem plantas raras somente ali encontradas, tudo em meio a rios de águas pretas que contrastam com praias de areia branquíssima. Outro atrativo, menos conhecido, mas igualmente instigante, é que o Yaripo está na Terra Indígena Yanomami, com várias comunidades ao seu redor, e é considerado um lugar sagrado para este povo.

Viajar com a Roraima Adventures não é uma viagem comum, somos diferentes pela qualidade na logística, pelos equipamentos oferecidos, pela alimentação no dia-a-dia, pelos procedimentos de segurança adotados (inclusive com resgate de emergências), disponibilizamos Telefonia Satelital para comunicação, além de uma equipe de guias experientes, capacitados e com tratamento humanizado aos nossos clientes. Para nós, a viagem deve ser a realização de um sonho!

 

NÍVEL DE DIFICULDADEaltíssimo: O trajeto pela estrada até o local chamado Frente Sul é de 85km em estado péssimo de acesso, depois mais 07 horas de voadeira, e então começa a caminhada na mata, que é bastante cansativa:  em terrenos acidentados de grandes desníveis. Durante o dia, devido ao forte calor, existe a possibilidade de leves desidratações, sendo importante a boa administração da água potável, pois em alguns momentos pode haver escassez. Os longos percursos pela vegetação nativa, ainda poderão conduzir ao esgotamento psicológico e físico. À noite a temperatura cai razoavelmente, proporcionando uma agradável friagem na madrugada. As possibilidades de chuvas são constantes, independente do período do ano.

A expedição é, literalmente, uma grande aventura, reservada somente para aqueles que estejam abertos aos improvisos, ao inusitado, e às grandes dificuldades de acesso, embora todo o percurso já esteja devidamente marcado. Os yanomami serão os nossos guias, juntamente com os representantes experts da Roraima Adventures e ainda a equipe de apoio para o deslocamento da logística. A viagem, por si só, já será uma grande experiência. Esta é uma expedição para pessoas bravas e guerreiras, que estejam em perfeitas condições de saúde e dispostas a fazer parte de uma experiência intensa, num dos lugares mais longínquos do país.

É necessário experiência, a caminhada exige disposição e condicionamento físico em perfeito estado, além de um bom equilíbrio emocional e psicológico para os ‘’perrengues’’ da trilha. Pessoas que estejam acima do peso ideal (10 a 15 kg) torna-se imprescindível ob qualquer dos participantes, uma entrevista antecipada para avaliação. Pessoas que tenham problemas nas articulações (principalmente joelhos), coluna, ou qualquer tipo de enfermidade que comprometa o desempenho NÃO PODEM PARTICIPAR DESTA EXPEDIÇÃO.

Sazonalidade: A visitação ao Yaripo Pico da Neblina pode acontecer durante todo o ano. No inverno, o trecho fluvial é facilitado com os rios cheios, enquanto que a trilha terrestre fica mais encharcada e impõe maior dificuldade aos caminhantes. No verão, a navegação fluvial se torna mais demorada, porque com o rio baixo podem surgir trechos onde seja necessário navegar em baixa velocidade, ou, em casos extremos, pode até ser necessário arrastar o bote. Apesar disso, no verão, a trilha é melhor para caminhada por estar mais seca.  O auge do inverno na região geralmente acontece nos meses de agosto e setembro. O auge do verão nos meses de janeiro e fevereiro. O pernoite no cume está proibido aos turistas por questões de segurança.

Este pacote inclui:

  • Transfer in/out em S. Gabriel da Cachoeira;
  • Hospedagem em São Gabriel da Cachoeira durante a execução do roteiro, conforme descrito no dia-a-dia (em apartamentos duplos, triplos, quádruplos, conforme disponibilidade);
  • Todos os transfers (rodoviários e fluviais) durante a expedição, a partir da saída de S. Gabriel da Cachoeira para Maturacá, comunidade Yanomami;
  • Pensão completa a partir de São Gabriel da Cachoeira: jantar, café da manhã, almoço no regime de camping;
  • Kit primeiros socorros;
  • Estrutura básica de camping;
  • Guia yanomami com representante da Empresa;
  • Carregadores para equipamentos coletivos (logística);
  • Reserva do período da viagem junto à AYRCA e Órgãos competentes.
  • Itens não inclusos: Bilhetes de ida e volta Manaus/São Gabriel da Cachoeira; Seguro-viagem e de vida/resgate, transfers e refeições durante permanência em S. Gabriel da Cachoeira, carregador pessoal, equipamentos pessoais, alimentação diferenciada, outros transfers e passeios.

Nota: cada participante deve adquirir suas redes com respectivos acessórios antes de iniciar a viagem. Consulte orientações sobre esse item.

Este pacote não inclui seguro, porém, é obrigatório que todos os participantes o tenham para participar desta expedição, com apólice que cubra assistência de viagem e resgate em áreas remotas. Atualmente a seguradora que cobre a região é a Global Rescue. Consulte-nos!

ROTEIRO

1º dia (sexta-feira): Embarque para S. Gabriel da Cachoeira – altitude 93mt

O trajeto poderá feito através de Lancha Expresso, com embarque às 10h00, no Porto São Raimundo, em Manaus. Recomendamos esta opção por considerarmos a mais regular para chegar até S. Gabriel da Cachoeira.

Duração da viagem: 24 horas subindo pelo Rio Negro, numa viagem deslumbrante na imensidão da Amazônia. Consulte orientações.

2º dia (sábado): S. Gabriel da Cachoeira – altitude 93mt

Às 10h00, serão recepcionados no porto e conduzidos para o Hotel para check-in.

Refeições e transportes para deslocamentos extras na cidade não incluso.

Nesta tarde, em horário a ser informado, faremos um briefing para conhecer melhor os detalhes operacionais da viagem.

3º dia (domingo): S. Gabriel da Cachoeira – Frente-Sul – Comunidade Ya-Mirim – altitude 90mt

06h00 – Após o café-da-manhã, início da viagem em veículos Toyota, modelo Bandeirante, por estrada sem pavimentação, em direção ao km 85. Passaremos pela Linha Imaginária do Equador no KM 28. E depois seguiremos até o igarapé Ya-mirim (quer dizer “onça pequena”), num percurso total de até 04 horas aproximadamente. Neste local, embarcaremos nas canoas “voadeiras” em direção ao Rio Ya-Grande, descendo este até sua foz no rio Cauaburis, e então subir o Cauaburis até a foz do Igarapé́ Maturacá, entrando na Comunidade, subindo por 5 minutos até chegar ao Acampamento em Maturacá, onde serão recepcionados pelos pajés Yanomami com um ritual de boas vindas. Também será́ oferecido as refeições especiais preparadas pelas cozinheiras yanomami. Temperatura: 25ºC, aproximadamente.

4º dia (segunda-feira): Comunidade Yanomami de Maturacá – Sede da AYRCA

Neste dia, os participantes serão convidados a um ritual oferecido pelos anciãos, no sentido de preparar os viajantes para iniciar a viagem à Montanha Sagrada dos Yanomami, purificação do espírito, limpeza da alma e abrir todos os caminhos para que Yaripo os receba em sua casa. Será o dia em que eles poderão contar as histórias do Yaripo para os visitantes.

5º dia (terça-feira): Acampamento Maturacá / Acampamento Irokae (macaco guariba) – altitude 150mt

Viagem de barco subindo o rio Cauaburis por aproximadamente 02 horas até a foz do igarapé Irokae (macaco guariba), onde se inicia a trilha.
Caminhada da foz do Igarapé Irokae até Pora Irokae (Cachoeira do Guariba), por aproximadamente 02h30min, onde será o local do 2º Acampamento. Jantar e pernoite.

6º dia (quarta-feira): Acampamento Irokae / Acampamento Bebedouro Novo

Saída após o café da manhã, passando pelo Barraco da Cutia, Macaco, Bebedouro do Romualdo, Pau da Bota, até o acampamento do Bebedouro Novo. Caminhada de aproximadamente 08 horas. Altitude 860 m – km 25 da trilha, hoje temos Banho de Cachoeira e o lindo visual do Rio Cuiabixi. Local do 3º Acampamento.

7º dia (quinta-feira): Acampamento Bebedouro Novo até o Acampamento Laje

Caminhada até o Laje, duração de aproximadamente 05 horas, local do 4º Acampamento. Temperatura aproximada de 10º a 15ºC.

8º dia (sexta-feira): Acampamento Laje até o Acampamento Areal

Caminhada até a base do Cume, acampamento Areal, duração de aproximadamente 08 horas. Caminhada com trilha de mata fechada, bastante alagada, com subidas íngremes, com locais onde o auxílio de cordas é importante.

9º dia (sábado): Cume do Yaripo – Pico da Neblina – altitude 2.994mt

Caminhada até o topo e volta para a base do Cume, duração aproximada de 08 horas. Temperatura em torno de 5ºC.

10º dia (domingo): Acampamento Areal até o Acampamento Bebedouro Novo

Descer da base do cume até o Acampamento Bebedouro Novo.

11º dia (segunda-feira): Acampamento Bebedouro Novo até o Acampamento Irokae

Caminhada do Bebedouro Novo até Pora Irokae (Cachoeira do Guariba).

12º dia (terça-feira): Acampamento Irokae até o Acampamento Maturacá

Caminhada até o rio Cauaburis e descida de barco até o 1º acampamento perto da foz do rio Maturacá.
Neste dia os participantes poderão adquirir artesanato das mulheres da Associação Kumiryoma. Será oferecido um jantar especial preparado pelas cozinheiras yanomami.

13º dia (quarta-feira): Acampamento Maturacá até S. Gabriel da Cachoeira.

Viagem de barco até o porto Frente-Sul, e de lá viagem de carro até S. Gabriel da Cachoeira, onde serão acomodados em hotel ou pousada.

14º dia (quinta-feira): S. Gabriel da Cachoeira

Este é um dia de back-up para eventuais alterações de roteiro ou imprevistos durante a expedição.

15º dia (sexta-feira): S. Gabriel da Cachoeira

Dia do embarque de S. Gabriel da Cachoeira para Manaus.

 

ORIENTAÇÕES GERAIS

Viagem Manaus/S. Gabriel da Cachoeira/Manaus – Cada cliente deve providenciar seus bilhetes aéreos e/ou fluviais, e vale ressaltar que os voos são muito inconstantes nesta região, podem haver cancelamentos e adiamentos. Caso ocorra imprevistos desta natureza, temos a opção pelo Expresso via fluvial, que tem uma duração de 24horas. Recomendamos altamente que dê preferência na ida, de Manaus para S. Gabriel da Cachoeira, pela Lancha Expresso. Ao final da expedição, chegando em S. Gabriel da Cachoeira, pode não coincidir com o dia do embarque. Desta maneira, pode haver necessidade de permanecer por mais alguns na cidade. O pacote inclui apenas as diárias de hospedagem que cubra o dia-a-dia descrito no roteiro.

Atividades adicionais nos dias extras em S. Gabriel da Cachoeira não fazem parte deste pacote.

Guiamentos e Staff – É importante saber que toda a parte operacional a partir da localidade chamada Frente-Sul, de onde embarca-se nas “voadeiras”, ida e volta, será executado pelos yanomami, conforme o Plano de Visitação estabelece, e que toda a logística é de responsabilidade da equipe Yanomami, cabendo aos representantes da Roraima Adventures acompanhar a expedição e administrar em conjunto com o guia Yanomami. Embora daremos todo o suporte necessário.

Carregadores de equipamentos – Os Yanomami serão os responsáveis pelo carregamento dos alimentos coletivos e de todo o equipamento necessário para os acampamentos e preparo das refeições. Aos turistas cabe carregar seus pertences pessoais, água (que pode ser reabastecida em diversos pontos ao longo da trilha), rede e mosquiteiro.  O guia e os carregadores poderão carregar no máximo 35kg de carga, incluindo seus pertences pessoais (aproximadamente 10kg). Os turistas poderão contratar carregadores extras para o transporte de seus pertences. Cada carregador extra poderá́ levar até 25kg dos turistas, ao valor de R$ 1.200,00 por todo o trajeto da expedição, a partir de Maturacá, ida e volta. Os carregadores não vestem mochila, eles utilizam um artefato indígena nas costas, chamado jamachim (uma espécie de cesta de palha), onde encaixam os pertences do viajante.  O viajante pode armazenar seus pertences em uma bolsa estilo duff e entregar ao carregador, e ficar apenas com uma mochila de ataque para ter consigo os pertences que achar apropriado (cantil, máquina fotográfica, repelente, protetor solar, etc.). Importante saber que a contratação e o pagamento devem ser solicitados junto à Roraima Adventures com antecedência, a qual fará todo o procedimento junto ao Coordenador do Projeto Yaripo.

Transportes – Terrestre e fluvial a partir de S. Gabriel da Cachoeira – O transporte terrestre será realizado em veículos Toyota Bandeirante por estrada muito ruim, sem pavimentação, com vários atoleiros, num trajeto de 85km, que poderá consumir em torno de 04 horas de viagem, até chegar na localidade conhecida como Frente-Sul, à margem do igarapé Ya-Mirim, onde se inicia o trajeto pelo rio. O trecho de ida será o mesmo da volta.

O transporte fluvial será́ feito em barcos tipo voadeira, com canoa de 10 metros de comprimento e motor de popa de 40hp. Essas embarcações comportam adequadamente o número máximo de turistas por expedição, que é de 10 pessoas. A AYRCA já possui essas embarcações e motores, como também os coletes salva-vidas. Cada barco será́ conduzido por um piloto e um proeiro, ambos Yanomami, experientes que conhecem o canal do rio e que foram escolhidos durante a 7ª etapa de elaboração do Plano de Visitação (em março/2017).

Acampamentos – Os pernoites durante a expedição será́ em acampamentos montado e desmontado pelos Yanomami. O acampamento consiste em lonas de 7×4 metros cada, estendidas à altura de 2 metros. Abaixo das lonas são fincadas estacas onde as redes são amarradas. Abaixo de cada lona será́ possível amarrar até 5 redes. Uma outra lona de 4×3 metros será́ armada para acomodar a cozinha. Esses acampamentos podem sofrer ajustes entre uma expedição e outra.

Vacinas – É exigido que esteja vacinado contra Febre Amarela, com o cartão em mãos. É muito importante que esteja com as demais vacinas regulares em dias, e, de preferência, que tenha os comprovantes em mãos.

Links importantes:

http://portal.anvisa.gov.br/certificado-internacional-de-vacinacao-ou-profilaxia

http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/emissao-do-civp-agora-e-100-digital/219201

Atestado de Capacidade Física – É exigido que apresente em até 30 dias antes do embarque, um Atestado de Capacidade Física (com mínimo de 03 meses de emissão) informando as boas condições de saúde e aptidão para as atividades desta expedição.

Venda de artesanato e outros itens Yanomami – Os turistas terão a oportunidade de adquirir artesanato yanomami na volta da expedição, quando retornarem para o Acampamento em Maturacá́. A venda do artesanato será́ de responsabilidade da Associação das Mulheres Yanomami Kumiryoma, criada em 2015, com o objetivo de fortalecer a cadeia de produção do artesanato. Recomendamos que leve dinheiro extra para a viagem, para compra de artesanatos, lembranças, alimentação e despesas extras em SGC e outros pequenos gastos que sempre surgem. Consideramos que R$ 1.500 seja suficiente.

A cestaria é o artesanato de maior destaque dos yanomami. São confeccionadas com materiais extraídos da floresta: cipós, cascas de árvores, raízes e pigmentos naturais de sementes e frutos. Existe uma rica diversidade de trançados, grafismos, padrões e tonalidades, tornando única cada peça produzida. Os cestos podem ser em formato circular e raso utilizado geralmente para acondicionar alimentos e pequenos objetos.

Grupo mínimo de 06 participantes pagantes – Devido a alta complexidade da expedição e do alto custo operacional, a viagem acontece com mínimo de 06 participantes pagantes. O valor é único a partir desse contingente. Em caso de haver número inferior, o valor precisará de ajustes para manter a viabilidade, ou o adiamento ou suspensão da viagem, com o devido reembolso conforme a Política de Cancelamento descrita abaixo.

Grupos privativos – sob consulta.

VALOR POR PESSOA: R$ 19.500,00. Consulte opções e condições de pagamentos.

MANUAL DE CONDUTA PARA OS VISITANTES

Respeitar os usos, costumes, crenças e tradições Yanomami;

Seguir as instruções dos guias e carregadores durante a trilha, evitando riscos e acidentes;

Portar documento de identidade oficial com foto e autorização individual de ingresso;

Não permanecer ou transitar na Terra Indígena Yanomami ou percorrer trajetos diferentes daqueles pré-estabelecidos no roteiro de visitação;

Não remover qualquer material da Terra Indígena Yanomami, incluindo a coleta de frutos, plantas, sementes e pedras;

Trazer todo o lixo produzido durante a expedição;

Não praticar caça, pesca e extrativismo;

Não portar ou ingerir bebidas alcoólicas ou substâncias ilícitas;

Não portar armas de fogo;

Não exercer atividades de pesquisa, proselitismo religioso, comércio, jornalismo ou qualquer atividade que não esteja prevista no roteiro de visitação;

Não adquirir artesanato que contenha partes de animais (pena, dente, pele, etc.);

Utilizar somente sabonete e shampoo biodegradáveis ou sabão de côco.

Para mais infos, reservas e datas – Consulte-nos!

  • Grau de Dificuldade
  • Dias
    14
  • Noites
    13
  • Guia
    Incluído
  • Transfer in/out São Gabriel da Cachoeira
    Incluído
  • Hospedagem em São Gabriel da Cachoeira
    Incluído
  • Todos os transfers de São Gabriel da Cachoeira para Maturacá
    Incluído
  • Alimentação a partir de São Gabriel da Cachoeira
    Incluído
  • Kit primeiros socorros
    Incluído
  • Estrutura básica de camping
    Incluído
  • Carregadores para equipamentos de logística
    Incluído
  • Reserva do período de viagem
    Incluído
Dia 1
Embarque para São Gabriel da Cachoeira
O trajeto poderá feito através de Lancha Expresso, com embarque às 10h00, no Porto São Raimundo, em Manaus. Recomendamos esta opção por considerarmos a mais regular para chegar até S. Gabriel da Cachoeira. Duração da viagem: 24 horas subindo pelo Rio Negro, numa viagem deslumbrante na imensidão da Amazônia.
Dia 2
São Gabriel da Cachoeira
Às 10h00, serão recepcionados no porto e conduzidos para o Hotel para check-in. Refeições e transportes para deslocamentos extras na cidade não incluso. Nesta tarde, em horário a ser informado, faremos um briefing para conhecer melhor os detalhes operacionais da viagem.
Dia 3
S. Gabriel da Cachoeira – Frente-Sul – Comunidade Ya-Mirim
06h00 – Após o café-da-manhã, início da viagem em veículos Toyota, modelo Bandeirante, por estrada sem pavimentação, em direção ao km 85. Passaremos pela Linha Imaginária do Equador no KM 28. E depois seguiremos até o igarapé Ya-mirim (quer dizer “onça pequena”), num percurso total de até 04 horas aproximadamente. Neste local, embarcaremos nas canoas “voadeiras” em direção ao Rio Ya-Grande, descendo este até sua foz no rio Cauaburis, e então subir o Cauaburis até a foz do Igarapé́ Maturacá, entrando na Comunidade, subindo por 5 minutos até chegar ao Acampamento em Maturacá, onde serão recepcionados pelos pajés Yanomami com um ritual de boas vindas. Também será́ oferecido as refeições especiais preparadas pelas cozinheiras yanomami. Temperatura: 25ºC, aproximadamente.
Dia 4
Comunidade Yanomami de Maturacá – Sede da AYRCA
Neste dia, os participantes serão convidados a um ritual oferecido pelos anciãos, no sentido de preparar os viajantes para iniciar a viagem à Montanha Sagrada dos Yanomami, purificação do espírito, limpeza da alma e abrir todos os caminhos para que Yaripo os receba em sua casa. Será o dia em que eles poderão contar as histórias do Yaripo para os visitantes.
Dia 5
Acampamento Maturacá / Acampamento Irokae (macaco guariba)
Viagem de barco subindo o rio Cauaburis por aproximadamente 02 horas até a foz do igarapé Irokae (macaco guariba), onde se inicia a trilha. Caminhada da foz do Igarapé Irokae até Pora Irokae (Cachoeira do Guariba), por aproximadamente 02h30min, onde será o local do 2º Acampamento. Jantar e pernoite.
Dia 6
Acampamento Irokae / Acampamento Bebedouro Novo
Saída após o café da manhã, passando pelo Barraco da Cutia, Macaco, Bebedouro do Romualdo, Pau da Bota, até o acampamento do Bebedouro Novo. Caminhada de aproximadamente 08 horas. Altitude 860 m - km 25 da trilha, hoje temos Banho de Cachoeira e o lindo visual do Rio Cuiabixi. Local do 3º Acampamento.
Dia 7
Acampamento Bebedouro Novo até o Acampamento Laje
Caminhada até o Laje, duração de aproximadamente 05 horas, local do 4º Acampamento. Temperatura aproximada de 10º a 15ºC.
Dia 8
Acampamento Laje até o Acampamento Areal
Caminhada até a base do Cume, acampamento Areal, duração de aproximadamente 08 horas. Caminhada com trilha de mata fechada, bastante alagada, com subidas íngremes, com locais onde o auxílio de cordas é importante.
Dia 9
Cume do Yaripo – Pico da Neblina
Caminhada até o topo e volta para a base do Cume, duração aproximada de 08 horas. Temperatura em torno de 5ºC.
Dia 10
Acampamento Areal até o Acampamento Bebedouro Novo
Descer da base do cume até o Acampamento Bebedouro Novo.
Dia 11
Acampamento Bebedouro Novo até o Acampamento Irokae
Caminhada do Bebedouro Novo até Pora Irokae (Cachoeira do Guariba).
Dia 12
Acampamento Irokae até o Acampamento Maturacá
Caminhada até o rio Cauaburis e descida de barco até o 1º acampamento perto da foz do rio Maturacá. Neste dia os participantes poderão adquirir artesanato das mulheres da Associação Kumiryoma. Será oferecido um jantar especial preparado pelas cozinheiras yanomami.
Dia 13
Acampamento Maturacá até S. Gabriel da Cachoeira
Viagem de barco até o porto Frente-Sul, e de lá viagem de carro até S. Gabriel da Cachoeira, onde serão acomodados em hotel ou pousada.
Dia 14
São Gabriel da Cachoeira
Este é um dia de back-up para eventuais alterações de roteiro ou imprevistos durante a expedição.
Dia 15
São Gabriel da Cachoeira
Dia do embarque de S. Gabriel da Cachoeira para Manaus.
Checklist:
  • Material de uso pessoal: dê preferência para produtos biodegradáveis.
  • Shampoo, escova/creme e fio dental, desodorante, sabonete, agulha, tesourinha, linha de costura, faixas tipo gaze, esparadrapo, batom ou manteiga de cacau, protetor solar, repelente, Bad-aid, relaxante muscular, creme hidratante para pele, pomada contra assaduras, vaselina para evitar bolhas, papel higiênico. Lembrar de trazer clorin ou purificador de água.
  • Medicamentos de uso contínuo ou para primeiras necessidades (consulte sugestões).
  • Não disponibilizamos remédios de nenhuma espécie, cada um deve ter seu kit farmácia pessoal.
  • Bota de trekking (pré-amaciados) – NUNCA use tênis para a trilha;
  • Par de sandálias tipo papete (para a viagem de carro e canoa, e descanso nos acampamentos);
  • Mochila de 60 litros;
  • Saco de dormir +5ºC ou manta;
  • Rede de camping (com respectivas cordas de amarrar) – prefira as mais leves com mosquiteiro (podem ser adquiridas em S. Gabriel da Cachoeira);
  • Cantil ou Camel-back;
  • Bastão para trekking (recomendável, porém não imprescindível);
  • Sacos estanques;
  • Roupa leve para as caminhadas (quem for alérgico a insetos e/ou plantas, levar camisetas de manga comprida – Dry-fit);
  • Calça comprida é imprescindível (nunca traga jeans);
  • Caneleiras/perneiras (recomendável);
  • Fita Silver-tape;
  • Rolo de barbante;
  • Agasalho de frio;
  • Travesseiro pequeno;
  • Bermuda;
  • Roupas de banho;
  • Pares de meias;
  • Tensor para joelhos (importante);
  • Anoraque;
  • Toalha (mais fina possível);
  • Par de luvas adequadas para caminhada (há árvores com espinhos e plantas com folhas serrilhadas);
  • Touca de lã;
  • Capa de chuva resistente (imprescindível);
  • Chapéu com aba (importante);
  • Filtro solar (importantíssimo);
  • Repelente de insetos (importantíssimo);
  • Canivete tipo suíço;
  • Óculos de sol (opcional);
  • Binóculos (opcional);
  • Sacos plásticos para lixo;
  • Medicamentos tomados regularmente;
  • Lanterna pequena com jogos de pilhas reservas (alcalina);
  • Máquina fotográfica e filme (opcional).
  • Apito (importante).


VALOR - R$ 19.500,00 POR PESSOA Consulte opções e condições de pagamentos.

Não há Avaliações desse pacote ainda.

Seja o Primeiro a Avaliar “Pico da Neblina – Yaripo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre Nós

RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA

CNPJ: 05.276.517/0001-21

Fale Conosco

+55 (95) 3624-9611 (Horário Normal de Funcionamento)

+58 416 794 2093 (24 horas)

+55 (95) 99115-1514 (WhatsApp Horário Normal de Expediente)

+55 (95) 99115-4171 (Plantão Apenas Para Emergências)

+55 (95) 99111-0177 (Plantão Apenas Para Emergências)

Receba Promoções em seu e-mail

Curta Nossa Página

© Copyright Roraima Adventures | Turismo de Aventura
TRANSLATE SITE »