Leticia

DICAS VALIOSAS QUE PODEM TORNAR SUA VIAGEM MAIS SEGURA E PRAZEIROSA

1) ESCREVER UM DIÁRIO DE VIAGEM.

Registrar as suas sensações, suas percepções, seus olhares, a evolução que irá ocorrendo no transcorrer dos dias. Tudo isso são registros que a mente, com o tempo poderá “arquivar” ou mesmo “esquecer”. E ter tudo isso registrado através da escrita, ou mesmo de áudios, será uma maneira de lembrar-se da intensidade com que tudo aconteceu. Dentro de alguns anos, ao rever essas lembranças, poderá sentir novamente a brisa daqueles dias, ou mesmo se auto avaliar e ver o quanto foi importante esta sua viagem na sua vida, que transformações fizeram para vc.

2) SABER PALAVRAS-CHAVES EM OUTRO IDIOMA.

Um espanhol básico pode ajudar muito numa viagem como o Monte Roraima. Ali você encontrará pessoas de outros cantos do planeta, mas sobretudo da América Latina! E eles gostarão de ouvir você pronunciar frases em seu próprio idioma, e isso abrirá muitas portas, poderá criar empatia, amizade e tornar os dias mais agradáveis. Aprenda, pelo menos inicialmente, as palavras mais típicas, como “sim”, “não”, “por favor”, “obrigado” e palavras simples do cotidiano.
Garantimos que a viagem será mais divertida e conhecerá muitas pessoas locais que abrem o seu coração para ajudá-lo em tudo o que for preciso. E essa dica vale para viagens em todos os lugares do mundo!

3) LANCHES EXTRAS PARA 01 DIA, PELO MENOS.

Sempre carregue pequenos lanches (cereais, frutas secas, chocolate, etc.) Às vezes, é difícil planejar onde você estará no horário do almoço ou nas horas entre as refeições. Nas expedições não haverá lugar para comprar nada. Então, é melhor trazer lanches, nozes, frutas ou algo que você possa levar. Ah, E não se esqueça da garrafa de água.

4) DISTRIBUA SEU DINHEIRO AO GUARDÁ-LO.

O risco de ser roubado, de esquecer a carteira ou bolsa em algum lugar são coisas que podem ocorrer em qualquer hora do dia e em qualquer lugar. Leve consigo, em espécie, somente o necessário para aquele dia. Quanto aos cartões nunca leve TODOS na mesma carteira ou bolsa, pois se houver um imprevisto, terá um “cartão back-up” para continuar sua viagem. E em lugares onde definitivamente não o usará (como por exemplo numa trilha como o ELO PERDIDO – SALTO ANGEL veja o video, que é um circuito de selva e rios, eles devem ficar em algum lugar seguro antes de iniciar esta aventura. Pra quê levar cartão e dinheiro pro mato?

5) SEUS DOCUMENTOS.

Dependendo para onde vc vai, talvez não precise do passaporte, mas se estiver no exterior, então ele é documento importante. Mas em vias de regra, usamos passaporte ou Carteira de Identidade ou CNH para nos identificarmos. O recomendável é que nunca carregue todos os documentos com você. Leve somente 01 destes documentos. Os demais devem ficar no apartamento, para o caso de um sumiço ou roubo ou mesmo esquecimento em algum lugar, quando retornar ao final do dia, terá um “documento back-up” para continuar sua viagem e ter como se identificar, inclusive para comprar os bilhetes de volta para casa.

6) SEMPRE PENSAR QUE PEDIR AJUDA PODE ADIANTAR MUITO AS COISAS.

Normalmente os homens são mais teimosos nesta questão. Mas vale a pena considerar que pedir informações pode ajudar muito. Porém, nunca peça somente a uma pessoa, convém pedir a duas ou três, para ter uma certeza maior do rumo que irá tomar. Hoje em dia o GPS no celular ajuda muito, mas pontos de referências normalmente são as pessoas que moram na região que sabem informar melhor.

Com isso, pode-se economizar muito tempo e evitará discutir com seus companheiros de viagem e passar a tarde olhando um mapa sem saber onde você está.

7) ONDE HÁ UM LUGAR SUPER GENIAL PARA CURTIR?

As recomendações dos moradores do lugar valem muito a pena.  Esqueça o constrangimento e pergunte a eles sobre um lugar que só eles conhecem. Se você também estabelecer uma amizade e empatia, eles podem levá-lo para lugares que você simplesmente não saberia encontrar num mapa. Vale a pena um bate-papo de 15 minutos com estas pessoas.

8) QUANTAS ROUPAS ÍNTIMAS SE DEVE LEVAR NUMA VIAGEM?

É algo complicado de ser recomendado, sobretudo para as pessoas que ainda estão no ritmo da cidade. Mas se irá viajar por 15 dias, por exemplo, levar 15 calcinhas ou 15 cuecas é o ideal? Claro que não, pois sua mala ficará cheia só de roupas íntimas e você não terá espaço para outras coisas. Nossa dica: leve 1 peça para cada 03 ou 04 dias. É claro que não irá usá-las permanentemente, mas como são peças pequenas e tem secagem rápida, poderá lavá-las periodicamente e assim evitar o acúmulo de peças na mala. Lembrando que se levar muitas peças (e optar por não lavá-las, conforme recomendamos) certamente não jogará as usadas e sujas fora, e provavelmente estará carregando roupas íntimas usadas durante toda a viagem. Isso sim, seria desagradável. Pense nisso!

09) FAZER A MALA OU MONTAR A SUA MOCHILA.

Se for fazer uma viagem urbana, é bem mais fácil se organizar, pois basta contar as peças que irá usar normalmente nos dias de viagem, considerando os eventos que participará, e afinal, ficará hospedado em algum lugar. Embora hoje em dia com as cias aéreas cobrando pelos excessos de bagagem, convém ser mais econômico na mala.

Mas se irá fazer uma expedição, é importante contar os dias que ficará fora da civilização urbana. E, com isso, definir bem o que realmente “precisa ser levado” na questão de roupas.

Dicas:

– 01 tênis ou uma bota é o suficiente, dependendo do tipo de terreno que irá caminhar.

– 01 par de chinelos ou sandália para descansar nos acampamentos.

– 01 par de meia são suficientes para 01 semana. Parece que não, mas as pessoas experientes sabem que não é preciso mais do que isso. maaaaassss… se você duvidar desta recomendação, então leve 01 par a mais. Não precisa mais do que isso, senão ficará acumulando meias sujas para carregar.

– 01 par de meias para dormir, principalmente se o destino for frio.

– 01 calça de trekking é o suficiente. Se levar uma segunda unidade será por precaução, mas uma peça resolve bem.

– Camisetas para caminhada. Isso varia muito de pessoa para pessoa. Para uma trilha como a do Monte Roraima (08 dias de caminhada), 03 peças resolvem bem. Mais do que isso é só para sair mais bonito nas fotos.

– Roupas de dormir: sempre 01 peça de cada item.

– E, além disso, os acessórios adicionais, que normalmente estão num check-list que as agências fornecem. No caso da Roraima Adventures, é fornecido um super bacana e econômico que ajuda a montar sua mochila.

10) FAZER UM BACK-UP DAS IMAGENS PRODUZIDAS NAQUELE DIA.

Imagine que você fez 400 fotos desde que começou o dia. Quando for no dia seguinte, ao ligar a máquina, o cartão de memória deu pau. Acusa memória cheia, ou qualquer outro defeito. – Meu Deus, e as fotos de ontem? Perdeu todas?

Mas podem ocorrer outras situações, por exemplo: esquecer a máquina em algum lugar e ela ganhar novo dono, ou mesmo ser roubada por um meliante, ou ainda cair n’água e nunca mais ligar.

Então para evitar esses dissabores, o bom mesmo é baixar todos os dias para um notebook ou algum dispositivo que vc tenha, de modo que terá um back-up das suas fotos e vídeos.

Lugares como o Pico da Neblina, Monte Roraima, a Travessia do Salto Angel (Elo Perdido), e os roteiros que a Roraima Adventures organiza, sempre são lugares que inspiram esses cuidados.

O melhor é estar prevenido, pois se isso acontecer, é de dar calafrios … Pode até parecer obsessivo, mas vale a pena todas as noites, baixar as fotos em outra memória.

11) E SE PASSAR MAL DURANTE A VIAGEM?

Se sua viagem é num local que tenha infraestrutura, tudo se resolve com um telefonema, ou uma ida a um Posto de Saúde, Hospital ou farmácia.

Mas se estiver numa trilha como a Travessia Cassino-Chui (no Rio Grande do Sul) ou a Serra do Roncador (no Mato Grosso) ou mesmo no Pico da Neblina (lá no meio da floresta amazônica) a coisa pode ficar complicada.

E se você ficar realmente doente? É preciso ter um plano para o caso de ter tido a má sorte de ficar doente num lugar assim. Pode ser apenas uma simples dor, mas pode acontecer, e precisa ser resolvido. Então monte um pequeno kit primeiros socorros com os medicamentos mais comuns para males estomacais e/ou intestinais, febre, pequenas infecções, dores musculares, dores de cabeça, náuseas, diarréias, etc. E se você perceber que o problema não melhora, acione seu seguro-viagem.

Lembre-se que normalmente as expedições não tem acompanhamento de um médico profissional, e as empresas não tem o seu histórico médico, e justamente por isso os guias não podem medicar você, pois estariam exercendo atividade para a qual não estão credenciados. Só o que eles podem, e devem fazer, são os procedimentos de primeiros socorros, para o qual foram treinados.

Sempre leve consigo a sua nécessaire com os itens de medicamentos mais regulares.

Lembre-se: você só deve tomar medicamentos que sabe que pode tomar, ou que esteja acostumado a administrar. Fora disso, somente com laudo médico.

12) SE FOR POSSÍVEL, SEMPRE CONTRATE UM CARREGADOR PESSOAL.

Há muitos viajantes que fazem questão de levar sua mochila nas costas e assim vencer o desafio. Mas isso não deve ser uma regra. Fazer uma longa expedição como o Monte Roraima, por exemplo, com um peso de 12kg pode gerar dores musculares intensas ainda no decorrer da trip, bem como aumentar significativamente o cansaço.

A viagem não deve ser um desafio de quebra de limites, mas de prazer em desfrutar do caminho. E se vc estiver mais confortável, certamente irá aproveitar melhor o passeio.

Invista em você, no seu conforto, na sua segurança, aumente a possibilidade da sua expectativa se tornar a realização de um sonho.

Se você não estiver pagando promessa, vale a pena contratar um carregador pessoal. Gera conforto para você, gera trabalho para uma pessoa da região e renda na comunidade em que ele vive. Vale a pena considerar!

13) SOBRE AS EXPECTATIVAS DAS VIAGENS.

Há um ditado que diz: “A expectativa é a mãe de todas as decepções”.

Não é uma frase sem sentido, mas também não deve ser levado assim literalmente ao pé da letra.

O que seria de uma viagem se não houvessem expectativas?

Se for sem elas, então não terá ilusões, não valerá a pena ter sonhado.

Quanto tempo você imaginou ir para o Monte Roraima? Como deve ser chegar bem ali na Origens do Rio Amazonas – que é o maior do mundo? Talvez tenha se perguntado como é o turismo em Roraima, ou o que há para fazer na terra de Makunaima?

É óbvio que destinos assim dá uma expectativa enorme, então que elas sejam as mais otimistas possíveis.

Crie expectativas sim, e confie nos organizadores das suas viagens. São empresas como a Roraima Adventures e suas parceiras que podem tornar suas expectativas em realidade. Considere isso, pode fazer a diferença na realização do sonho da sua viagem.

Por isso, viaje com tranquilidade e sem medo. Ao contratar sua agência, dê preferência para empresas quem tenham larga experiência no destino que você irá.

E boa viagem!

Texto: Joaquim Magno de Souza

 

 

Pergunte ou Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre Nós

RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA

CNPJ: 05.276.517/0001-21

Fale Conosco

+55 (95) 3624-9611 (Horário Normal de Funcionamento)

+55 (95) 99115-1514 (WhatsApp Horário Normal de Expediente)

+58 416 794 2093 (WhatsApp 24 horas – Home Office)

+55 (95) 99115-4171 (Plantão Apenas Para Emergências)

+55 (95) 99111-0177 (Plantão Apenas Para Emergências)

Receba Promoções em seu e-mail

Curta Nossa Página

© Copyright Roraima Adventures | Turismo de Aventura
TRANSLATE SITE »