RORAIMA ADVENTURES

O inconsciente guarda um tesouro enorme. É nele que estão nossos desejos, sonhos e necessidades mais primárias e essenciais…

Comigo foi assim… pouco havia ouvido sobre o Monte Roraima. Era um lugar muito distante de mim. Mas acho que meu inconsciente resolveu me cutucar. Um mês antes do dia da viagem, minha irmã comentou que iria fazer a expedição com um amigo de Boa Vista, o Paulinho e eu brinquei dizendo que iria também. Embora não estivesse de férias e muito menos preparada para uma viagem, tudo foi acontecendo como que por encanto.

Um mês depois, 14/11, estava no avião pra Roraima.

Tudo aconteceu muito rápido e tão sem planejamento… mas descobri que assim é bem melhor. Quando as coisas têm que acontecer, simplesmente acontecem.

Essa foi, sem dúvida, a viagem mais surpreendente que já fiz até hoje. A começar por vocês, Magno e Lena. Com vocês pude sentir a essência pura da sensibilidade ao realizar algo. Obrigada. Impecáveis nisso, do começo com suas histórias na van e na camionete, ao final com todas aquelas surpresas na chegada, surpresas na casa da Mary, surpresas nos nossos e-mails. Vocês me surpreenderam todo o tempo!!!

Não posso esquecer de mencionar cada um dos meus companheiros de caminhada. A Doris que me mostrou a capacidade de passar por cima da própria realidade adversa e assim realizar o que se propõe. A Mary que me mostrou o quanto podemos ser fortes. O Adriano que me fez ver que o introvertido, apesar de solitário, pode ser também muito dinâmico e construtivo. O Paulinho… Ah… Paulinho!!! Que pessoa de portas e janelas abertas. Não tem como não entrar… E minha irmã Roselle, a responsável por eu ter entrado nessa. Sempre soube que todas as vezes que eu tiver que ir a lugares ou escolhas, se for com ela será melhor, mais legal, mais seguro…

Obrigada a todos vocês!!!

Seria “a maior” falta de gratidão não falar das pessoinhas encantadas, que me fizeram ter a certeza da força em todos os sentidos, fora do corpo físico. Os índios que nos ajudaram. O Teodoro que me ajudou em particular, levando minha mochila. Que comida boa ele fazia!!! O Pablo, nosso anjo da guarda, que aparecia e desaparecia como que por encanto, sempre no lugar mais alto, onde pudesse ter uma visão melhor de todos nós. Uma grande ajuda para o Leo. Não sei não, mas tive a impressão que ele não era só uma pessoa, era também, um pássaro. O Luiz… Que rosto forte e expressivo ele tem!!! E a Maria, quanta agilidade, quanta disposição… Obrigada, me guiei várias vezes pelos teus passos. Mulher bonita e vaidosa, todos os dias com seu baton cor de rosa… E as meninas Emília e Gladis, quanta simpatia, quanta alegria…

Uma mistura perfeita de simplicidade e sabedoria!!!

O Maber, menino alegre, disposto, destemido, também uma companhia e tanto.

Finalmente, o Leo, nosso guia, nosso cozinheiro, nosso faz tudo. Obrigada a você, Leo, que me mostrou que ser guia no monte não é pra qualquer um não. Que nos momentos mais difíceis (tiveram alguns) fez tudo com muito caráter e dignidade. Fez o que tinha que ser feito sem demonstrar irritação, cansaço ou impaciência. Conseguiu ultrapassar seus limites sem se alterar. Foi muito legal ter disso testemunha disso, Leo. Obrigada, você me ensinou muito!!!

Antes de começar a trilha, confesso que estava muito apreensiva. Quando não conhecemos a realidade é assim… Mas no final foi muito recompensador, pois, pra mim, não foi tão difícil e me deixou com um gostinho de vitória. Uma sensação de que a partir de hoje posso ir andando pra qualquer lugar. É muita liberdade, né não?

O monte é lindo, é diferente de tudo que já vi, é misterioso. Sempre ouvi dizer que era um lugar inóspito. Inóspito??? Que nada!!!! Na hora que cheguei lá em cima pude ver que era um lugar totalmente povoado por figuras humanas e animais. É só olhar através das pedras. Essa sensação foi tão forte que pedi licença. Não tinha como fazer diferente. Sentiria-me uma invasora. E seria uma total falta de respeito. Ninguém entra na casa dos outros sem se apresentar e perguntar se pode entrar.

Várias coisas, realmente me impressionaram. A dinâmica da natureza lá, é muito diferente. Os ventos, o céu, as nuvens!!! O movimento das nuvens é algo incrível lá em cima. Jamais vi aquilo! A beleza das plantas, a quantidade de flores, as formações rochosas… tudo impressionante!!!!

As janelas, que momento único, que paz, que certeza do acolhimento. É tão forte isso, que você é capaz de acreditar que pode se jogar dali e nada de ruim vai te acontecer…

Magno, lembro quando você nos contou do vazio cerebral… Que coisa maravilhosa que é isso!!! Só consegui reconhecê-lo de verdade, quando cheguei lá em cima. Mas não se afastou mais até a volta pra Santa Helena. Por que será que não somos capazes de sentir isso mais vezes no nosso dia-a-dia? Foi a coisa mais importante que ficou registrada em mim. Acho que pra subir o monte tem que ser assim. Não dá pra chegar lá com todo nosso peso e com certeza, a natureza se encarrega de esvaziar nossas mentes. É, Magno e Lena, vocês realmente sabem do que estão falando e conhecem bem o monte!

Voltar pro dia-a-dia foi reencher minha cabeça. O cheio que antes era inconsciente e totalmente suportável, se torna grande e visível e surge urgentemente a necessidade de fazer algo, de jogar fora o que não é importante, não é saudável, não é bom… necessidade de mudar algumas coisas, muitas coisas, ou, quem sabe, tudo. Não sei não, mas acho que isso tem haver com a “história da caverna” que você nos contou, Magno. Não tem não??

De qualquer forma, na prática, veio comigo pra Brasília, a necessidade urgente de realizar, de cuidar de mim e dos meus filhos, de mudar o que não cabe mais, de cuidar da nossa Terra, de economizar a água, de reciclar o lixo, de viver melhor, de fazer alguma diferença…

E a mudança já começou por aqui…

Obrigada, Monte Roraima!!!

Pergunte ou Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre Nós

RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA

CNPJ: 05.276.517/0001-21

Fale Conosco

+55 (95) 3624-9611 (Horário Normal de Funcionamento)

+55 (95) 99115-1514 (WhatsApp Horário Normal de Expediente)

+58 416 794 2093 (WhatsApp 24 horas – Home Office)

+55 (95) 99115-4171 (Plantão Apenas Para Emergências)

+55 (95) 99111-0177 (Plantão Apenas Para Emergências)

Receba Promoções em seu e-mail

Curta Nossa Página

© Copyright Roraima Adventures | Turismo de Aventura
TRANSLATE SITE »